Atitude: Razões para sair da passividade

A alma – do grego Psiqué (mente) – é responsável por dar expressão a nossa vida, convicções e certezas. É nela onde se manifestam os nossos sentimentos, emoções e vontades (livre arbítrio), controladas pela nossa mente.

A Palavra de Deus nos mostra que no momento da criação do homem, Deus soprou em suas narinas o fôlego de vida, dando-lhe um espírito, ao mesmo tempo em que tornou esse homem o que a Bíblia chama de alma vivente (Gênesis 2:7). Nesse momento, entendemos que a alma do homem era o reflexo do seu próprio espírito humano, manifestando o que havia em sua natureza, a saber, a vida de Deus. Isso significa que o propósito original da alma era ser o reflexo do seu espírito perfeito, criado à imagem e semelhança de Deus e que vivia em comunhão com o Pai.

No entanto, ao pecar, o homem recebeu como consequência a morte do seu espírito, e sua a alma passou a refletir os sinais de um espírito morto. Diante disso, ao fazermos novamente uma aliança com Deus, através de Jesus, o plano que o Pai tem para nossas vidas passa pela restauração da nossa alma, pois somente com uma alma ajustada poderemos refletir perfeitamente a Sua vida. Porém, ao começarmos o processo de restauração da nossa alma, vamos nos deparar com algo que pode se tornar um verdadeiro obstáculo nessa jornada: a passividade.

Mas, afinal, o que é passividade? É a falta de reação, a indiferença, a falta de iniciativa.

A alma pode ser comparada com uma vasta extensão de terra, mas que muitas vezes está povoada por maus pensamentos, sentimentos, emoções distorcidas e, por tais razões a ela precisa ser conquistada. Não partir para a conquista da alma nos coloca em uma posição de passividade. A Palavra de Deus é a reação que precisamos para conquistarmos o território da alma!

O chamado de Deus começa pela conquista da minha alma!”

Emanuelle Chagas

Nossa alma precisa ser renovada, e renovação significa a troca de uma informação, portanto a remoção do que há de prejudicial em nossa mente para que ela seja ocupada pela Palavra de Deus, conforme diz em Romanos 12.2:

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”

A renovação da nossa mente é promovida pela Palavra de Deus e quando a experimentamos temos a nossa motivação transformada.

5 razões para conquista da nossa alma:

  1. A nossa alma já foi comprada por Jesus, portanto a guerra já foi vencida;
  2. O dar é de Deus, mas o possuir é do homem (Josué 1:10-11);
  3. A autoridade do inimigo foi vencida, mas a sua presença precisa ser expulsa;
  4. O espírito do homem já foi ressuscitado (em Jesus), mas a sua alma continua atada;
  5. Aquele que conquista a sua alma se torna referência para o mundo.

Palavra ministrada por Emanuelle Chagas na Rede de Jovens em 05/10/2019.