Congresso 3° dia (manhã): Incluindo os excluídos

No primeiro momento de nossa manhã o testemunho de Jadsonlee Sá nos inquietou profundamente pela situação dos perdidos que se encontram à margem da nossa sociedade. Com o tema Incluindo os excluídos ele nos contou primeiro de sua experiência com Deus, baseado no encontro pessoal e na leitura do evangelho de Mateus. Desde seus primeiros dias na fé ele aprendeu por meio de 1 João 2:27 que há um Professor e o ensino dEle é verdadeiro, o Espírito Santo, e devemos ouvi-lO. E foi na direção do Espírito que ele viveu a experiência do jejum e da consagração.  

“Existem coisas demasiadamente difíceis que parecem impossíveis, mas se o Senhor estiver no controle nada poderá impedir que isso aconteça”, afirmou. Fomos inquietados: Deus pode fazer tudo, não há nada que Ele não possa fazer, então como eu posso fazer para que Deus tome o controle completo da minha vida? Na oração! “Deus nos ouve, e não importa se você não rima, se você gagueja, ore! Deixe o Espírito Santo te guiar, e Ele vai! Ore em línguas o tempo todo. Seja abraçado pelo Espírito Santo porque o abraço dEle é sobrenatural”.

Jadsonlee passou a nos relatar sobre a sua experiência do Ide em Juazeiro (BA). Ele adentrou o espaço de um casarão antigo da cidade ocupado por pessoas de situação de risco social levando água e alimento, e permaneceu indo, levando da comida física e espiritual para aquelas pessoas. Nessa experiência ele nos mostrou que o que realmente importa não é o que as pessoas veem de nós e sim o que Deus vê, portanto, nós, como enviados, não precisamos provar nada pra ninguém, nem buscar a aceitação das pessoas, a única coisa que precisamos fazer é a vontade de Deus. Uma das coisas mais essenciais para isso é que Deus quer que fiquemos sozinhos com Ele. O Salmo 27 versículo 8, nos ensina: busque a face do Senhor.

“Eu fazia muitas coisas, mas o que me sustentava era acordar cedo e orar. Se você não lê e não estuda a Bíblia, se você não ora e não jejua, você vai cair. As outras coisas não podem ser mais importantes do que ficar com Jesus.” Jadsonlee Sá

Precisamos continuar fazendo as coisas que Jesus fazia e que os apóstolos fizeram, pois o Reino consiste em poder, em amor, em vitória, e temos que ver o reino das trevas sendo destruído.

“Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.”

Mateus 25:34-40

Baseado na passagem citada fomos advertidos que quando Jesus fala de quem está com fome, nu ou prisioneiro é importante saber que há nisto dois sentidos: o físico e espiritual, pois, quando faço boas ações, estou ensinando a quem visto que ele se vestirá com uma roupa de linho fino conforme o evangelho. O Evangelho leva a luz onde há trevas, porque quando você ora, jejua e prega a palavra de Deus, a luz vai aparecer através de você onde as trevas estão. Para isso não é necessário subir a um púlpito de uma igreja, pois em cada esquina há um púlpito. Encerrando o seu testemunho Jadsonlee acrescentou: “As minhas maiores experiências não foram pregando num púlpito, foram pregando na rua”.

Servos: parceiros de Deus

Na nossa segunda ministração ouvimos o testemunho pessoal de Priscilla Araújo que foi salva numa célula e que, logo em seguida a sua conversão o seu coração queimava por vidas porque ela havia sido encontrada por Ele.

Priscilla nos inspirou como, em sua vida, desde jovem, mesmo dividindo a missão com tantos compromissos, nunca teve empecilhos para trabalhar para o Reino: “O que nos cansa é pensar em nossos próprios problemas, trabalhar para Jesus não nos cansa, pelo contrário, quando cuidamos de outros Jesus nos renova”. Podemos ter muitas desculpas, mas nada pode ser impedimento. O apelo é que nos deixemos gastar para o Reino de Deus, porque parceria significa ter um objetivo em comum, e eu devo ser parceiro de Jesus, pois estou com Ele na mesma missão.

“O que move o meu coração é o que Jesus fez por mim.” Priscilla Araújo

Augusto Breno, no mesmo espírito, nos mostrou de forma prática, por meio de um conectar, o apelo de Jesus em Mateus 9:35-38:

“E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara.”

Quando Jesus viu as multidões desesperadas falou aos seus discípulos que precisava de trabalhadores, Ele precisava de ajuda. Quando Ele falou sobre orar ao Senhor para que enviasse trabalhadores para a sua seara Ele queria que pessoas como nós se levantassem. Antes dizíamos sobre os campos estarem brancos somente quando as pessoas já estavam quebrantadas, mas o próprio Jesus nos disse que em nossos dias as coisas seriam diferentes.

“Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.”

Mateus 24:10-14

Se as pessoas se odiarão como os campos estarão brancos? Mas no versículo 14 a Palavra nos diz que quando houver ódio, então o evangelho do Reino será pregado. O mundo está repleto de pecadores, traidores e violentos: os campos estão brancos. É o cenário perfeito para a colheita. Jesus mostrou que o mundo estaria conflitado, é aí que viria a última colheita, então agora é a hora. Os campos estão brancos porque os perdidos, os doentes e os desesperados ainda estão por aí.

A vida de Jesus parava quando Ele estava diante do perdido, porque Ele veio para os perdidos e tinha consciência disso. Nisso sabemos que quando colocamos nossa rotina à frente do que é nossa missão estamos cometendo um erro, porque Jesus nunca deixou de prosperar em nada quando priorizou o Reino.

“Rogai que Deus mande servos que enquanto estudem doem suas vidas, que enquanto trabalhem doem suas vidas!” Augusto Breno

Precisamos ser a resposta da oração de Jesus! O que iremos fazer de hoje em diante está determinada agora pela nossa entrega. Jesus doou a própria vida para que tivéssemos a chance de sermos a resposta de Sua oração. Que enquanto estivermos na terra sejamos a multiplicação do chamado de Cristo. Ele nos conduzirá por um caminho perfeito, então seremos os capazes de se doarem, de se entregarem e seremos parceiros de Cristo para que o evangelho do Reino se manifeste através de nós com sinais, milagres e maravilhas.